sábado, 19 de abril de 2008

Joga pedra na Geni (*)


O sonho acabou, antes mesmo de começar. Em nota divulgada no jornal Expresso Ilustrado desta sexta-feira, o jornalista Júlio Prates anunciou a retirada de sua pré-candidatura para prefeito de Santiago, pelo Partido dos Trabalhadores, a dois meses de se iniciarem as campanhas políticas. Na nota divulgada com exclusividade, Prates desabafou a sua decepção com atitudes veladas de alguns membros de seu partido.

Até há poucos meses, antes da entrada de Prates na sigla, o PT santiaguense estava jogado no fundo de alguma gaveta, em alguma prateleira empoeirada nos fundos de algum galpão político. Estava com seu diretório fechado, tinha visto membros históricos como Tide Lima se afastarem e se aproximava de um ano político sem perspectivas. Com a chegada do jornalista, o PT viu uma luz e passou a se organizar. Via blog do próprio jornalista, ficamos sabendo da insistência de alguns membros da Executiva (Bueno, Luiz Rodrigues), o jornalista engajado Julio Garcia e o blog Boqueirão celebrarem a adesão de Prates às trincheiras petistas. seu nome foi até mesmo indicado a cabeça-de-chapa de ume eventual candidatura própria do PT. (Como todos sabem, é melhor de eleger vereador tendo um "suicida" de cabeça-de-chapa angariando votos para a legenda).

Nesse caso, a estrela de Julio Prates brilhou até mais que do dinossáurico Antônio Bueno. A candidatura própria, neste caso, servia a propósitos individualistas de alguns "latifundiários" petistas. O problema foi que, com o novo verniz, o PT de Santiago passou a ser considerado a "cereja do bolo". Traduzindo: todos queriam coligar com a sigla, convidá-lo para ser vice de alguma chapa oposicionista. Ora os convites vinham de Sandro Palma e seu PTB. Ora, de Vulmar Leite e seu PSDB. Ora, de Accácio e seu PMDB. De repente, eis que o PT era a china mais nova da zona. Mas, ao invés de valorizar o passe e arranjar um bom casamento, a "china mais nova" chegou a cogitar de tirar a calcinha até para o PP, que sequer a estava assediando. Assanhada, a china petista sorri de longe para o partido de Valdir Pinto. Ora, mostra as pernas, ora balança os peitos. Ora joga o cabelo. Mas o PP não quer saber do PT. Assim como muitos dentro do PT sequer querem saber do PT. Querem saber de cargos.
Foi-se a ideologia. Foi-se a luta heróica contra as oligarquias. Contra as forças opressoras. Pelo bem comum. O PT de Santiago parece deixar passar a vez, simplesmente por estar querendo se vender caro demais. Só presta quem é a igrejinha. Só é luxo quem tem estrela. O resto é lixo. E viva os projetos pessoais!!!

O PT, no resto do Brasil, cresce cada vez mais e as pesquisas indicam índices cada vezes maiores de aprovação ao presidente Lula. Em Santiago, ao contrário, o crescimento é que nem rabo de cavalo, para baixo. Impossível para alguém que pensa não ver que alguma coisa está muito errada com os petistas de Santiago.

Talvez os graduados petistas tenham razão. A psicanálise explica a aversão que nos desperta quando invejamos demais uma pessoa. Prates é uma pessoa singular na nossa realidade. É um dos poucos políticos locais com 2 faculdades e pós-graduação. Talvez seja o único político local com 4 livros editados (nenhum de poesia) e está as vésperas de lançar seu 5° livro. Júlio Prates talvez seja o único político local realmente estudado ao nível de grandes teóricos. Tem bagagem, tem história e – curiosamente – história dentro do próprio PT. Quando aluno do Cristóvão Pereira – no tempo da ditadura – foi mandado embora pela diretora de então Iolando Ribeiro. Foi expulso do quartel, e hoje processa a União, mas já aos seus 18 anos estava lá lutando contra a ditadura. Prates não é veado, tem uma bela namorada e seria uma primeira dama a altura de Santiago. Prates é pobre, mora de aluguel e fiel aos amigos. Alias, tal virtude foi transformada numa arma contra ele próprio. Prates foi inflexível ao afirmar que não abria mão de suas amizades, por patrulhamento ideológico e manteve-se firme. Elogiável que perseverou até o fim nessa posição e não abriu mão de lealdade com seus amigos, embora sempre afirmando as diferenças.

Esse é o PT que Santiago merece. Companheiros que instituíram a perseguição contra companheiros. Um partido nanico, fechado numa redoma de vidros, dogmático, intolerante, radical ao extremo. Um partido que deixa de lado a sua própria história e discurso. Não é de se duvidar que, diante de jogadas tão amadorísticas, o PT de Santiago acabe sofrendo uma intervenção da executiva estadual. Simplesmente porque o partido das minorias, em Santiago, resolveu se dar o luxo de discriminar companheiros. E só abrir as pernas para os grandes.

--------

(*) Geni E O Zepelim

De tudo que é nego torto
Do mangue e do cais do porto

Ela já foi namorada
O seu corpo é dos errantes

Dos cegos, dos retirantes

É de quem não tem mais nada
Dá-se assim desde menina

Na garagem, na cantina

Atrás do tanque, no mato
É a rainha dos detentos

Das loucas, dos lazarentos
Dos moleques do internato

E também vai amiúde

Co'os velhinhos sem saúde

E as viúvas sem porvir

Ela é um poço de bondade
E é por isso que a cidade

Vive sempre a repetir

Joga pedra na Geni

Joga pedra na Geni

Ela é feita pra apanhar

Ela é boa de cuspir

Ela dá pra qualquer um

Maldita Geni
!!!
Um dia surgiu, brilhante

Entre as nuvens, flutuante

Um enorme zepelim

Pairou sobre os edifícios

Abriu dois mil orifícios
Com dois mil canhões assim

A cidade apavorada

Se quedou paralisada

Pronta pra virar geléia

Mas do zepelim gigante

Desceu o seu comandante

Dizendo - Mudei de idéia
-
- Quando vi nesta cidade
-
- Tanto horror e iniquidade
-
- Resolvi tudo explodir

- Mas posso evitar o drama
- Se aquela formosa dama
- Esta noite me servir
Essa dama era Geni

Mas não pode ser Geni

Ela é feita pra apanhar

Ela é boa de cuspir

Ela dá pra qualquer um

Maldita Geni
!!!
Mas de fato, logo ela

Tão coitada e tão singela

Cativara o forasteiro

O guerreiro tão vistoso

Tão temido e poderoso
Era dela, prisioneiro
Acontece que a donzela

- e isso era segredo dela
Também tinha seus caprichos
E a deitar com homem tão nobre
Tão cheirando a brilho e a cobre
Preferia amar com os bichos

Ao ouvir tal heresia

A cidade em romaria
Foi beijar a sua mão

O prefeito de joelhos

O bispo de olhos vermelhos

E o banqueiro com um milhão
Vai com ele, vai Geni

Vai com ele, vai Geni

Você pode nos salvar
Você vai nos redimir

Você dá pra qualquer um

Bendita Geni
!!!
Foram tantos os pedidos

Tão sinceros tão sentidos
Que ela dominou seu asco

Nessa noite lancinante

Entregou-se a tal amante
Como quem dá-se ao carrasco

Ele fez tanta sujeira
Lambuzou-se a noite inteira

Até ficar saciado
E nem bem amanhecia
Partiu numa nuvem fria
Com seu zepelim prateado

Num suspiro aliviado
Ela se virou de lado

E tentou até sorrir

Mas logo raiou o dia

E a cidade em cantoria

Não deixou ela dormir

Joga pedra na Geni

Joga bosta na Geni

Ela é feita pra apanhar

Ela é boa de cuspir

Ela dá pra qualquer um

Maldita Geni
!!!

Chico Buarque
(para "A Ópera do Malandro)

10 comentários:

ANDRÉ THIER disse...

Hihihihihi. Só faltou dizer que o BUeno e os petistas "históricos" faziam cmapnaha para o PDS.

Anônimo disse...

Esse pessoal do PT não sabe usar o blog deles. só colam matérias prontas copiadas de sites e blogs petistas. O que é isso?

Rodrigo Benvenhu disse...

XÔ APAPONGA. agora não adianta espernear. A decisão tá tomada. O PT vai concorrer só na proporcinal e a grande maioria consciente dos petistas vai mesmo de Vulmar Leite, que une toda a esquerda de Santiago.

PETISTAS INDIGNADOS disse...

Mais uma vez voltamos a lhe repsonder. Os petistas não questionam os meritos de prates, nem sua formação universitária, nem seus livros, nada disso. O que se questiona é o apoio dele a direita e ao PP, sendo que ele sempre colocou seus saberes a serviço das elites de Santiago. É só ver as fotos do seu blog e as pessoas que aparecem ao seu lado que não se precisa dizer mais nada. É uma pessoa boa, honesta como Araponga mesmo diz, mas profundamente enganado da luta do vereador Vereador, que nunca conciliou com o PP, com Chicão e cia.

Anônimo disse...

Agora estão santificando o Sr. Prates, amiguinho de quase todos do PP, que usa e abusa do seu blog para falar da vida pessoal dos seus supostos desafetos e agradar as pessoas em troca de proveitos próprios. Acho que o PT vai sair ganhando sem ter esse elemento no seu partido.

Afonso Ribeiro disse...

Seu araponga, o senhor está furioso com a decisão do PT porque isso joga um bal de água fira nos sonhos do PP que queria a candidatura de esquerda,do PT, para tirar votos de Vulmar Leite. Agra ningupem segura Vulmar rumo a vitória com o apoio de candidatos extremamente lúcidos como o vereador Bueno que soube conduzir o partido para um caminho que viesse a somar com as esquerdas e não dividir.

JAGUARIENSE DECENTE disse...

NAUM é so aki que o prates que e PP. em jaguari ele tbem e dos caras. apoia o Varlei direitoso nojento.

JAGUARIENSE SINCERO disse...

Que injustiça contra o Júlio Prates. Em Jaguari, ele assessora o Prefeito Patias.é perseguido dia e noite pelo PP local,que não o suporta. E não o suporta porque ele é de esquerda e passa chamando o governo para o campo das esquerdas. Pergutem o que as vereadoras do PP,Elizangela, Eva Sobrosa e Aida Fiorim pensam dele? Sequer se falam. Nunca ouvi alguém dizer que ele (prates) esteja apoiando Arno Varlei ou quem que seja. Até acho que de dependesse da vontade dele, o Prefeito Ivo apoiaria o candidato do PMDB.

Ximenes Filho disse...

Os petistas tem medo da inteligência monstruosa do Prates. Ele sozinho bota todo o PT no bolso. Por isso se cagam de medo dele.

ROSSANO SANTOS disse...

Estranho com uma pessoa sózinha e armada com seu simples blog consegue meter medo num partido inteiro. não achava que esse prates era o cara, mas agora vejo que ele é o cara. os petistas são o caralho.